Início > Enem > Lendo
Enem 2015. Ciências humanas e suas tecnologias

QUESTÃO 01

     A casa de Deus, que acreditam una, está, portanto, dividida em três: uns oram, outros combatem, outros, enfim, trabalham. Essas três partes que coexistem não suportam ser separadas; os serviços prestados por uma são a condição das obras das outras duas; cada uma por sua vez encarrega-se de aliviar o conjunto... Assim a lei pode triunfar e o mundo gozar da paz.

ADALBERÓN DE LAON. In: SPINOSA, F. Antologia de textos históricos medievais. Lisboa: Sá da Costa, 1981.

A ideologia apresentada por Adalberón de Laon foi produzida durante a Idade Média. Um objetivo de tal ideologia e um processo que a ela se opôs estão indicados, respectivamente, em:

A. Justificar a dominação estamental / revoltas camponesas.

B. Subverter a hierarquia social / centralização monárquica.

C. Impedir a igualdade jurídica / revoluções burguesas.

D. Controlar a exploração econômica / unificação monetária.

E. Questionar a ordem divina / Reforma Católica.

Ver resposta
Resposta: Letra A. A sociedade medieval, segundo a ideologia apresentada por Adalberón de Laon, estava dividida entre aqueles que oram (oratores), aqueles que combatem (bellatores) e aqueles que trabalham (laboratores), o que justifica a dominação na sociedade estamental.

 

QUESTÃO 02

     A língua de que usam, por toda a costa, carece de três letras; convém a saber, não se acha nela F, nem L, nem R, coisa digna de espanto, porque assim não têm Fé, nem Lei, nem Rei, e dessa maneira vivem desordenadamente, sem terem além disto conta, nem peso, nem medida.

GÂNDAVO, P. M. A primeira história do Brasil: história da província de Santa Cruz a que vulgarmente chamamos Brasil. Rio de Janeiro: Zahar, 2004 (adaptado).

A observação do cronista português Pero de Magalhães de Gândavo, em 1576, sobre a ausência das letras F, L, e R na língua mencionada, demonstra a

A. simplicidade da organização social das tribos brasileiras.

B. dominação portuguesa imposta aos índios no início da colonização.

C. superioridade da sociedade europeia em  relação à sociedade indígena.

D. incompreensão dos valores socioculturais indígenas pelos portugueses.

E. dificuldade experimentada pelos portugueses no aprendizado da língua nativa.

Ver resposta
Resposta: Letra D. As ponderações do cronista português Pero de Magalhães de Gândavo sobre a ausência das letras F, L e R - representando, respectivamente, a ausência de Fé, Lei e Rei -, espelha a incompreensão dos portugueses acerca dos valores socioculturais indígenas, pois tomaram como referência a organização social da sociedade europeia.

 

QUESTÃO 03

     O principal articulador do atual modelo econômico chinês argumenta que o mercado é só um instrumento econômico, que se emprega de forma indistinta tanto no capitalismo como no socialismo. Porém os próprios chineses já estão sentindo, na sua sociedade, o seu real significado: o mercado não é algo neutro, ou um instrumental técnico que possibilita à sociedade utilizá-lo para a construção e edificação do socialismo. Ele é, ao contrário do que diz o articulador, um instrumento do capitalismo e é inerente à sua estrutura como modo de produção. A sua utilização está levando a uma polarização da sociedade chinesa.

OLIVEIRA, A. A Revolução Chinesa. Caros Amigos, 31 jan. 2011 (adaptado).

No texto, as reformas econômicas ocorridas na China são colocadas como antagônicas à construção de um país socialista. Nesse contexto, a característica fundamental do socialismo, à qual o modelo econômico chinês atual se contrapõe a

A. desestatização da economia.

B. instauração de um partido único.

C. manutenção da livre concorrência.

D. formação de sindicatos trabalhistas.

E. extinção gradual das classes sociais.

Ver resposta
Resposta: Letra E. Conforme as leis de mercado e suas consequências vão sendo introduzidas na sociedade chinesa, ocorre, como diz o autor, a "polarização", isto é, a diferenciação de camadas da sociedade em classes distintas.

 

QUESTÃO 04

     Até o fim de 2007, quase 2 milhões de pessoas perderam suas casas e outros 4 milhões corriam o risco de ser despejadas. Os valores das casas despencaram em quase todos os EUA e muitas famílias acabaram devendo mais por suas casas do que o próprio valor do imóvel. Isso desencadeou uma espiral de execuções hipotecárias que diminuiu ainda mais os valores das casas. Em Cleveland, foi como se um "Katrina financeiro" atingisse a cidade. Casas abandonadas, com tábuas em janelas e portas, dominaram a paisagem nos bairros pobres, principalmente negros. Na Califórnia, também se enfileiraram casas abandonadas.

HARVEY, D. O enigma do capital. São Paulo: Boitempo, 2011.

Inicialmente restrita, a crise descrita no texto atingiu proporções globais, devido ao(à)

A. superprodução de bens de consumo.

B. colapso industrial de países asiáticos.

C. interdependência do sistema econômico.

D. isolamento político dos países desenvolvidos.

E. austeridade fiscal dos países em desenvolvimento.

Ver resposta
Resposta: Letra C. Os anos de 2007 e 2008 foram marcados por uma crise financeira. Seu epicentro estava nos Estados Unidos, devido à grande autonomia que o setor financeiro apresenta neste país. Conhecida como Crise dos Subprime, a situação problemática veio à tona depois que bancos concederam empréstimos a clientes que apresentavam risco de calote, além de fazerem empréstimos a cidadãos estadunidenses que financiavam suas casas. A crise alastrou-se rapidamente pelo planeta, devido ao caráter mundial da economia, cada vez mais internacionalizada e interdependente, característica do atual estágio da globalização.

 

QUESTÃO 05

No mapa estão representados os biomas brasileiros que, em função de suas características físicas e do modo de ocupação do território, apresentam problemas ambientais distintos. Nesse sentido, o problema ambiental destacado no mapa indica

A. desertificação das áreas afetadas.

B. poluição dos rios temporários.

C. queimadas dos remanescentes vegetais.

D. desmatamento das matas ciliares.

E. contaminação das águas subterrâneas.

Ver resposta
Resposta: Letra A. O mapa apresentado mostra os diferentes biomas brasileiros. Na legenda, pode-se observar um problema ambiental, localizado na caatinga, sertão do nordeste brasileiro.

 

Questão 06

     Dominar a luz implica tanto um avanço tecnológico quanto uma certa liberação dos ritmos cíclicos da natureza, com a passagem das estações e as alternâncias de dia e noite. Com a iluminação noturna, a escuridão vai cedendo lugar à claridade, e a percepção temporal começa a se pautar pela marcação do relógio. Se a luz invade a noite, perde sentido a separação tradicional entre trabalho e descanso - todas as partes do dia podem ser aproveitadas produtivamente.

SILVA FILHO, A. L. M. Fortaleza: imagens da cidade. Fortaleza: Museu do Ceará, Secult-CE, 2001 (adaptado).

Em relação ao mundo do trabalho, a transformação apontada no texto teve como consequência a

A. melhoria da quantidade da produção industrial.

B. redução da oferta de emprego nas zonas rurais.

C. permissão ao trabalhador para controlar seus próprios horários.

D. diminuição das exigências de esforço no trabalho com máquinas.

E. ampliação do período disponível para a jornada de trabalho.

Ver resposta
Resposta: Letra E. A chave está no final do enunciado, que diz que se perde o sentido a separação tradicional entre trabalho e descanso. Dessa forma, amplia-se as possibilidades de produção econômica explicando jornada (ou turnos) de trabalho, cobrindo as 24 horas do dia.

 

QUESTÃO 07

     Apesar de seu disfarce de iniciativa e otimismo, o homem moderno está esmagado por um profundo sentimento de impotência que o faz olhar fixamente e, como que paralisado, para as catástrofes que se avizinham. Por isso, desde já, saliente-se a necessidade de uma permanente atitude crítica, o único modo pelo qual o homem realizará sua vocação natural de integrar-se, superando a atitude de simples ajustamento ou acomodação, apreendendo temas e tarefas de sua época.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de janeiro: Paz e Terra, 2011.

Paulo Freire defende que a superação das dificuldades e a apreensão da realidade atual será obtida pelo(a)

A. desenvolvimento do pensamento autônomo.

B. obtenção de qualificação profissional.

C. resgate de valores tradicionais.

D. realização de desejos pessoais.

E. aumento da renda familiar.

Ver resposta
Resposta: Letra A. Característica clássica do pensamento do educador Paulo freire, exposta em várias de suas obras, o desenvolvimento do pensamento autônomo é um dos imperativos do processo ensino-aprendizagem.

 

QUESTÃO 08

Na charge há uma crítica ao processo produtivo agrícola brasileiro relacionada ao

A. elevado preço das mercadorias no comércio.

B. aumento da demanda por produtos naturais.

C. crescimento da produção de alimentos.

D. hábito de adquirir derivados industriais.

E. uso de agrotóxicos nas plantações.

Ver resposta
Resposta: Letra E. A charge aborda o uso excessivo de agrotóxicos na agricultura moderna brasileira, com o risco de contaminação das lavouras e, consequentemente, dos alimentos.

 

QUESTÃO 09

     Trasímaco estava impaciente porque Sócrates e os seus amigos presumiam que a justiça era algo real e importante. Trasímaco negava isso. Em seu entender, as pessoas acreditavam no certo e no errado apenas por terem sido ensinadas a obedecer às regras da sua sociedade. No entanto, essas regras não passavam de invenções humanas.

RACHELS, J. Problemas da filosofia. Lisboa: Gradiva, 2009.

O sofista Trasímaco, personagem imortalizado no diálogo A República, de Platão, sustentava que a correlação entre justiça e ética é resultado de

A. determinações biológicas impregnadas na natureza humana.

B. verdades objetivas com fundamento anterior aos interesses sociais.

C. mandamentos divinos inquestionáveis legados das tradições antigas.

D. convenções sociais resultantes de interesses humanos contingentes.

E. sentimentos experimentados diante de determinadas atitudes humanas.

Ver resposta
Resposta: Letra D. Apesar de citar personagens de um livro clássico de filosofia, A república, de Platão, a resolução da questão se mostrou possível pela leitura atenta e pela correta interpretação de texto.

 

QUESTÃO 10

     Em sociedade de origens tão nitidamente personalistas como a nossa, é compreensível que os simples vínculos de pessoa a pessoa, independentes e até exclusivos de qualquer tendência para a cooperação autêntica entre os indivíduos, tenham sido quase sempre os mais decisivos. As agregações e relações pessoais, embora por vezes precárias, e, de outro lado, as lutas entre facções, entre famílias, entre regionalismos, faziam dela um todo incoerente e amorfo. O peculiar da vida brasileira parece ter sido, por essa época, uma acentuação singularmente enérgica do afetivo, do irracional, do passional e uma estagnação ou antes uma atrofia correspondente das qualidades ordenadoras, disciplinadoras, racionalizadoras.

HOLANDA, S. B. Raízes do Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 1995.

Um traço formador da vida pública brasileira expressa-se, segundo a análise do historiador, na

A. rigidez das normas jurídicas.

B. prevalência dos interesses privados.

C. solidez da organização institucional.

D. legitimidade das ações burocráticas.

E. estabilidade das estruturas políticas.

Ver resposta
Resposta: Letra B. O historiador Sérgio Buarque de Holanda ressalta o personalismo e o patrimonialismo existentes na gênese da formação política no espaço colonial da América portuguesa. Significa afirmar que, desde a instalação das capitanias hereditárias, o poder político sobre o território e as gentes era exercido por particulares, latifundiários, donatários, sesmeiros. Não havia ainda autoridades públicas, estatais, que exercessem o poder em prol do bem comum, mas em acordo com os interesses privados dos colonos.
Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter