Início > Conteúdos > Lendo
A IGREJA CATÓLICA E SEU PODER

Durante quatrocentos anos, o Império Romano deu unidade e segurança à Europa e ao mundo mediterrâneo.  Com a queda de Roma, em 476, foi a Igreja Cristã que passou a dar unidade à Europa.
A Igreja foi a instituição mais poderosa da sociedade medieval do Ocidente. As magníficas catedrais construídas na Europa nos séculos XII e XIII são sinais impressionantes desse poder.
A direção da Igreja Católica pertencia ao papa e aos bispos. Cada bispo administrava um território denominado diocese.
As dioceses eram formadas por várias paróquias, e cada uma delas tinha um pároco para administrá-la.
A Igreja, portanto, estava organizada como um verdadeiro Estado, mais poderoso até do que os reinos medievais. Ela chegou a ser proprietária de mais de um terço das terras da Europa. Era a grande “senhora feudal”. Alguns mosteiros medievais eram enormes feudos, repletos de servos. Todos os bispos eram proprietários de terras.
Arcebispos, bispos e abades eram equivalentes dos duques, barões e condes e em geral viviam no luxo.
Nem todos os cristãos aceitavam que bispos e padres vivessem no luxo. Inspirados no exemplo e nos ensinamentos de Jesus Cristo, alguns fiéis, ao longo da Idade Média, retiraram-se para lugares desérticos, a fim de levar uma vida mais autenticamente cristã. Surgiram assim as ordens monásticas, fundadas por homens que dedicavam a vida à oração, ao estudo e por vezes ao trabalho manual.
Em 525, por exemplo, São Bento fundou na Itália o mosteiro de Monte Cassino e criou a Ordem Beneditina (de Benedictus, seu nome em latim). De acordo com as normas estabelecidas por São Bento, os monges deveriam viver na pobreza, estudar, trabalhar e obedecer ao abade, chefe do mosteiro.
No século XIII, apareceram os frades. Estes, ao invés de se trancarem em mosteiros, preferiam o trabalho beneficente, a pregação e o ensino.
Uma figura importante foi São Francisco de Assis (1182 – 1226), fundador da primeira ordem de frades – a ordem franciscana. Filho de um rico comerciante, Francisco renunciou a todos os seus bens para se dedicar aos pobres, doentes e desprotegidos. Amava os animais e as plantas, enfim, todas as criaturas da natureza.
Outra ordem religiosa importante foi a ordem dominicana, fundada por São Domingos, um nobre espanhol.
O papel dos monges, na Idade Média, se destacou no campo religioso (eles contribuíram para converter os povos germânicos ao cristianismo), no campo econômico (contribuíram para melhorar os métodos de produção agrícola) e no campo do conhecimento (contribuíram para a preservação do conhecimento antigo).

Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter