Início > Conteúdos > Lendo
O OURO DAS MINAS GERAIS

#O OURO DAS MINAS GERAIS
“A sede insaciável do ouro estimulou a tantos a deixarem suas terras e a meterem-se por caminhos tão ásperos como são os das minas, que dificilmente se poderá dar conta do número de pessoas que atualmente lá estão (...). A mistura é de toda condição de pessoas: homens e mulheres, moços e velhos, pobres e ricos, nobres e plebeus, seculares e clérigos, e religiosos de diversos institutos, muito dos quais não têm no Brasil convento nem casa”.

Fonte: Antonil, 1711.

 

#LUXO E DESPERDÍCIO EM MINAS GERAIS
Na capitania de Minas Gerais tudo girava em torno do ouro. Muitas cidades foram fundadas (Ouro Preto, Mariana, Sabará, São João Del Rei e outras). Com o tempo, atividades diferentes surgiram: lojas, mercados, feiras...
A riqueza fácil levou muitas pessoas a ter uma vida luxuosa. Gastavam verdadeiras fortunas em roupas, joias e festas.
Não só os grandes mineradores viviam em Minas Gerais. Comerciantes, trabalhadores livres de diversas profissões (artesãos, pintores, escultores, ourives), militares e elementos da administração portuguesa e principalmente milhares de escravos também compunham a população das Gerais.
A região mineradora era um grande centro consumidor. De São Paulo chegava carne de porco, cereais, açúcar, marmelada, etc. Do sul vinha: carne de charque e o gado.
Para chegar à região das minas, os caminhos eram péssimos. O melhor meio de transporte eram as mulas e burros. Cada animal chegava carregando muitas mercadorias. Quando as mulas não conseguiam chegar, a fome chegava em seu lugar!
Era no lombo dos burros que iam os utensílios, as roupas, materiais de construção e tudo mais. As canoas pelos rios, também, eram usadas para o transporte.
O comércio com várias regiões do Brasil era intenso. Espalhadas pela colônia, belas igrejas, decoradas com ouro, mostram o resultado desse comércio.

Fonte: Aquino – Você e a História – Pág. 69 e 70. Vol 1 – Ed. Ao Livro Técnico.

 

#ONDE FOI PARAR O OURO DE MINAS GERAIS?
A produção do ouro foi grande durante 70 anos. O Brasil produziu mais ouro, em 70 anos, que toda a América Espanhola em 350 anos.
A metade do ouro do mundo no século XVIII era do Brasil. Infelizmente esta riqueza trouxe poucos benefícios para nossa terra.
É verdade que em Minas Gerais e em outras regiões mineradoras o luxo das igrejas mostra o esplendor da época do ouro. As casas, as ruas e as lojas comerciais se beneficiaram. Mas, a maioria do ouro brasileiro foi para fora do país. Serviu para enriquecer outros povos!
Quem mais se beneficiou com o ouro brasileiro foi a Inglaterra. Os portugueses levavam o ouro do Brasil e com ele compravam mercadorias inglesas.
Nas casas brasileiras era comum encontrar colheres, pratos, facas, móveis, tesouras, óculos, chapéus e muitos outros produtos, tudo era inglês!
Portugal vivia devendo à Inglaterra. Para pagar suas dívidas usava o ouro brasileiro. Através de Portugal a Inglaterra ficava com o nosso ouro. Com tal riqueza que foi acumulando e aplicando na produção, os ingleses foram desenvolvendo o seu capitalismo industrial.

Fonte: Aquino – Você e a História – Pág. 69 e 70. Vol 1 – Ed. Ao Livro Técnico.

Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter