Início > Conteúdos > Lendo
Brasil Colônia: O desenvolvimentos das cidades

Apesar da economia rural, a colonização teve o núcleo urbano como ponto de partida para a ocupação da terra.

As cidades eram os centros de difusão de hábitos e costumes da metrópole. Foi a partir das cidades que o colonizador português exerceu o domínio econômico e militar do território.

 

Como eram as cidades no Brasil Colonial

As cidades eram entrepostos comerciais e sedes do poder administrativo e estavam localizadas junto ao mar.

As cidades brasileiras, desde seu início, tiveram um crescimento desordenado, obedecendo mais ao rigor do relevo local que a planos geométricos. Ex: Salvador, Rio de Janeiro e Olinda.

Em todas as cidades, havia a presença do poder religioso (igrejas e conventos) e do poder metropolitano (expresso pela Câmara Municipal, as fortificações e o porto).

A cidade era o espaço do grande comércio de exportação de produtos da colônia e importação de escravos. Na cidade não havia indústria e nem imprensa.

Características da estrutura urbana: poucas ruas eram calçadas (iluminadas com lampiões a óleo de baleia), não havia esgoto (os dejetos eram transportados por escravos em grandes tonéis-tigres). A falta de higiene ocasionava febres e endemias; não havia transporte público e os ricos andavam em carruagens ou liteiras. A mulher branca quase não aparecia na rua (apenas para ir à igreja e com véu cobrindo o rosto).

 

A evolução das cidades

No período colonial, a cidade do Rio de Janeiro (capital da colônia desde 1763) crescia devido à exportação de ouro de Minas Gerais. Salvador, Recife e São Paulo também se destacavam.

Na região das Minas, graças ao ouro e ao diamante surgiram importantes cidades: Ouro Preto, Mariana, Sabará, São João del Rei, Diamantina. O fim do ciclo do ouro levou as cidades à decadência.

No litoral do Rio de Janeiro, destacou-se também a cidade de Parati (1ª a escoar o ouro). Pelas características de sua arquitetura e pelo valor cultural, Parati, ao lado de Ouro Preto, são consideradas cidades patrimônio da humanidade pela UNESCO.

 

SAIBA MAIS

O estilo barroco colonial brasileiro destacou-se na arquitetura e na ornamentação de igrejas.

Características das cidades coloniais: arquitetura adaptada ao clima tropical, a integração com a natureza, o traçado tortuoso das ruas e a simplicidade de largos e praças. Tais características fazem parte da nossa herança cultural.

 

Tancredo Professor . 2019
Anuncie neste site
Twitter