Início > Conteúdos > Lendo
O Imperialismo Capitalista. A acumulação do capital.

Um dos principais objetivos da aplicação de capital, onde existam relações capitalistas de produção, é a obtenção de lucros. Quando, numa atividade econômica qualquer, o lucro é acrescentado ao que foi aplicado, aumentando o capital inicial, tem-se o capital acumulado.

O lucro obtido numa atividade pode ser aplicado no mesmo tipo de atividade, possibilitando o aumento de produção de determinado tipo de mercadoria. Para que se realizem novos lucros, é necessário que as mercadorias produzidas sejam vendidas. E isso só será possível se houver um mercado consumidor, que absorva a produção. Ou seja, é preciso que haja uma procura ou demanda de mercadorias igual ou maior que a oferta de mercadorias postas à venda. Portanto, para que os lucros produzam produzam novos lucros, com o aumento progressivo da população, a capacidade de demanda do mercado consumidor deve aumentar constantemente.

Quando a demanda de um mercado consumidor não se amplia, para que continuem a ser gerados lucros, parte do capital acumulado pode ser aplicado em outro tipo de atividade, ou podem ser buscados novos mercados para os mesmos produtos. Ou, dentro de um mesmo mercado, pode haver a formação de monopólios.

Uma empresa ou um grupo de empresas torna-se monopolista quando, no mercado em que atua, consegue vencer a concorrência de outras empresas que produzem mercadorias similares, dominando o mercado. Pode fazer isso, por exemplo, se conseguir produzir com custos menores que os das concorrentes, ou se diminuir seus lucros e passar a vender a preços mais baixos, eliminando a concorrência. A partir daí, na condição de empresa monopolista, pode controlar os preços de seus produtos, diminuindo ou aumentando a oferta, de modo a assegurar os lucros que deseja. Mesmo assim, a demanda pode ser insuficiente para o aumento da produção, o que faz com que mesmo as empresas monopolistas precisem, ao fim de certo tempo, da ampliação dos mercados consumidores de seus produtos.

Da mesma forma, o aumento de produção implica a necessidade de maiores quantidades de matérias-primas, de mão de obra, do avanço dos processos técnicos de produção. E tudo isso implica a maior aplicação de capital, oriundo da própria atividade em expansão ou de outras origens.

Tancredo Professor . 2019
Anuncie neste site
Twitter