Início > Conteúdos > Lendo
BUDISMO

BUDISMO: Na região da Índia, as orientações e exemplos atribuídos a Sidarta Gautama, conhecido como Buda, estabeleceram uma maneira humilde de procurar o desenvolvimento espiritual. O budismo, como ficaram conhecidos essas orientações, era inicialmente uma filosofia. A partir do século XIX d.C. tornou-se uma das mais importantes religiões do mundo, espalhando-se pela China, Japão, Coreia e diversos países asiáticos.

 

A SOCIEDADE DE CASTAS NA ÍNDIA

Povos arianos chegaram ao Vale do Rio Indo em torno de 1500 a.C. Os arianos participaram da mesma grande migração de povos indo-europeus que se deslocaram da Europa central e estabeleceram o núcleo da sociedade persa no sudoeste da Ásia.

Os arianos dominaram os primeiros habitantes da Índia e estabeleceram pequenos povoados na região que depois se transformaram em cidades-Estado e pequenos reinos. Substituíram os antigos chefes e grandes chefes, rajás e marajás, e difundiram os princípios do bramanismo.

De acordo com os Vedas, livros escritos entre XII e V a.C., que contêm escritos sagrados dessa religião politeísta, o mundo teria sido criado pelo deus Brahma. O deus criador teria dividido a sociedade ariana em cinco grupos: brâmanes (sacerdotes); chátrias (guerreiros); vaixás (comerciantes); sudras (trabalhadores e escravos); párias (não arianos marginalizados).

Esse tipo de divisão social é denominada de sociedade de castas, porque é composto de grupos sociais fechados que possuem as mesmas funções ou profissões e transmitem sua condição aos filhos de forma hereditária. Na sociedade de castas, um integrante de uma casta não pode se casar com membros de outra casta.

No século V a.C., ocorreu a expansão do Reino de Magadha, que conquistou os demais domínios da região. Tal expansão permitiu o desenvolvimento econômico da região, com o aumento das atividades mercantis. Por outro lado, foi marcado pelas lutas e guerras internas, ambiente no qual viveu Sidarta Gautama, o Buda, pertencente a uma família de nobres e que se desapegou de sua condição social e de seus bens.

Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter