Início > Conteúdos > Lendo
PERSAS

Por volta de 1500 a.C., alguns povos nômades de origem indo-europeia deslocaram-se para o oeste da Ásia, vindos, provavelmente, da Europa central.

Esses povos eram chamados de medos e de persas. Aos poucos se tornaram sedentários e fixaram-se na Ásia ocidental, na cordilheira de Zagros, atualmente pertencente ao Irã.

Por volta do ano 600 a.C., persa e medos se unificaram e passaram a ser governados por um único rei. A partir desse período, iniciaram sua expansão sob o governo do rei persa Ciro. Seu neto, que também se chamava Ciro, conquistou babilônios, assírios, hebreus, fenícios, sírios, lídios e gregos, localizados na região da atual Turquia.

Ciro II é lembrado como um grande rei. Ele unificou um grupo muito variado de culturas, com diferentes línguas e religiões. Seu governo foi marcado pela tolerância religiosa.

Após sua morte, em 530 a.C., seu filho Cambises assumiu o trono. Derrotou o poderoso Exército egípcio e anexou o Egito ao Império Persa.

Seu primo e sucessor, Dario I, assumiu o trono e fundou uma capital para o Império, a cidade de Persépolis, construída com o auxílio de trabalhadores de todo o Império e embelezada por escultores gregos. Em 490 a.C., iniciou sua tentativa de conquistar a Grécia, no episódio conhecido como Guerras Médicas.

Os persas eram conhecidos apenas como medos pelos gregos, daí vem o nome Guerras Médicas ou Guerras Greco-Persas.

O território persa era dividido em províncias denominadas satrapias. Cada província era administrada por um governador denominado sátrapa.

A expansão persa é um importante capítulo da história dos hebreus. Segundo o livro de Esdras, da Bíblia, após conquistar a Babilônia, o imperador Ciro permitiu o restabelecimento das comunidades hebraicas na Palestina. Por volta de 515 a.C., durante o reinado de Dario I, o templo de Jerusalém foi reconstruído com apoio da coroa persa.

 

#SAIBA MAIS

- Na Pérsia (atual Irã) surgiu um dos maiores impérios da antiguidade. Ciro I foi o responsável pelo início da expansão no século VI a.C. Cambises conquistou o Egito, e Dario I levou o império à sua extensão máxima. Os persas conquistaram, além do Egito, a Mesopotâmia, a Palestina, a Fenícia, a Ásia Menor (Turquia) e a Índia. Sob o comando de Xerxes, Dario II e Dario III, o império declinou até ser conquistado por Alexandre, o Grande, no século IV a.C. A religião persa, o zoroastrismo, defendia que os homens que praticassem boas ações deveriam ser recompensados futuramente. Acreditavam no dualismo, a eterna disputa entre o bem e o mal, e no livre-arbítrio, pelo qual o homem escolhe o caminho a seguir, tendo consciência das consequências de seus atos.

Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter