Início > Conteúdos > Lendo
RAÍZES DE CAPOEIRA

A origem da palavra capoeira tem sido palco de acirrada disputa. Por anos os praticantes e pesquisadores se conformavam com a versão que significava o mesmo que "mato ralo", "mato baixo", vegetação mirrada que sobrevive após a queimada feita por fazendeiros em florestas densas, e onde os escravos em fuga se escondiam para praticar sua "dança-luta". Esta visão foi disseminada pela primeira vez em 1923. E virou verdade. Mas muito antes, em 1879, o visconde de Beaurepaire-Rohan em seu Dicionário de vocábulos brasileiros já colocava por terra esta versão, afirmando que capueira com u é que se referia a mato, e capoeira com o tinha outros significados, entre eles o cesto carregado pelos escravos na cidade. Quatro décadas depois, em 1926, o arquiteto argentino radicado no Brasil Adolfo Morales de Los Rios Filho publicou vários artigos no jornal Rio Esportivo desenvolvendo esta esquecida hipótese, e afirmando que os escravos da estiva no Rio (antes de haver um cais do porto que merecesse este nome) carregavam o cesto capoeira pelas ruas, e forjaram estranha disputa de pernas, que seria o embrião da capoeira. Ele chegava ao detalhe de apontar o lugar onde isso ocorreu: a praia da Piaxava, na antiga restinga da ponta do Calabouço, hoje próximo do Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro.

Tancredo Professor . 2017
Anuncie neste site
Twitter